Conheça Os Segredos de Uma Obra-Prima Pascal!

Em comemoração à Páscoa (celebração do Ressurreição de Jesus), publico a história da Obra-Prima Pascal A Última Ceia, de Leonardo da Vinci, Mestre Renascentista.

Receba Sacadas de Fotografia e Saiba Como Fotografar Imagens Impossíveis De Serem Ignoradas!

A Última Ceia: Obra-Prima Pascal

A Última Ceia, episódio bíblico descrito em Mateus 26 e 28, narra a última ceia de Jesus com seus discípulos, antes de ser crucificado e ressurreto, respectivamante:

E aconteceu que, quando Jesus concluiu todos estes discursos, disse aos seus discípulos:
Bem sabeis que daqui a dois dias é a páscoa; e o Filho do homem será entregue para ser crucificado.

Mateus 26:1-2

E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo.
E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos;
Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.

Mateus 26:26-28

Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado.
Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia.
Ide pois, imediatamente, e dizei aos seus discípulos que já ressuscitou dentre os mortos. E eis que ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis. Eis que eu vo-lo tenho dito.

Mateus 28:5-7

O painel A Última Ceia (1495 – 1498) pintado na parede do refeitório do convento Santa Maria delle Grazie, em Milão, na Itália, foi encomendada pelo Duque Lodovico. Da Vinci levou três anos para pintar o quadro.

Confira a linguagem cifrada e o simbolismo da Obra-Prima Pascal A Última Ceia!

Em A Última Ceia, Leonardo inovou ao dividir os personagens bíblicos em três diferentes grupos, baseados na composição e no perfil psicológico de cada um: os discípulos estão dispostos da esquerda para a direita, da seguinte forma (Bartolomeu, Tiago Menor e André; Judas Iscariotes, Pedro e João; Tomé, Tiago Maior e Filipe; Mateus, Judas e Simão Zelote). E ao colocar Judas junto com os demais apóstolos, já que em outras Pinturas, ele é, praticamente, alijado da Ceia.

A Humanidade de Cristo

Da Vinci enfatizou a humanidade de Cristo, bem como o destacou dos demais, ao pintar a túnica Dele com uma cor quente e a dos discípulos com um matiz frio.

Além disso, os gestos dos discípulos conduzem o nosso olhar para Jesus. Leonardo também usou o jogo de luzes e sombras, para obter maior realismo, e a perspectiva linear, para aumentar a ilusão de profundidade.

Para pintar A Última Ceia, Leonardo usou uma tinta semelhante à têmpera (técnica em que os pigmentos são misturados a um aglutinante – água e ovo), sobre a argamassa seca, o que facilitou a proliferação de fungos e o esfarelamento.

A Pintura começou a se deteriorar, enquanto da Vinci ainda estava vivo e 50 anos após, estava quase toda corroída, tanto que o reflexo da roupa dos discípulos nos pratos de metal desapareceu.

As restaurações ocorreram entre 1980 e 1999. No entanto, acredita-se que as reparações tenham causado mais danos do que reparos.

Ademais, o local, em que a obra foi pintada foi bombardeado durante a Segunda Guerra Mundial e apenas a parede com a pintura se conservou, já que estava protegida por sacos de areia.

Curiosidades

O Alto Renascimento (auge do Movimento Italiano) foi iniciado com a concepção da Obra-Prima Pascal A Última Ceia.

Obra-Prima Pascal A Última Ceia - Leonado da Vinci

Obra: A Última Ceia

Ano: (1495 – 1498)

Técnica: técnica experimental de afresco

Onde ver: Santa Maria delle Grazie (Milão – Itália)

5 Obras-Primas Natalinas

Sobre Leonardo da Vinci

Leonardo da Vinci nasceu em 15 de 1452, provavelmente em Anchiano, na Itália. Em 1469, aos 17 anos, da Vinci muda-se para Florença e se torna aprendiz de Andrea Verrochio, ao fazer estágio no estúdio do artista, (importante artífice da época), o qual ao ver a pintura de um anjo, feita por Leonardo, desiste de pintar.

Em 1482, Leonardo segue para Milão, onde trabalha para a corte de Ludovico Sforza, como engenheiro, escultor e pintor.

Neste ínterim, cria os quadros: A Virgem dos Rochedos (1483 – 1486), pintura concebida para um altar e A Última Ceia (1495 – 1498), afresco pintado na parede do refeitório do convento Santa Maria delle Grazie, em Milão, igreja construída pelo Duque Lodovico.

Em 1500, regressa a Florença, onde cria sua obra-prima: a enigmática La Gioconda – Mona Lisa – (1503 – 1506), a “sorridente”, um retrato de Lisa del Giocondo, consorte de Francesco del Giocondo. Em 1516, com a morte Giuliano de Medici, seu patrocinador, passa a trabalhar para o Rei Francisco I, da França (mecenas, admirador e amigo do artista). Faleceu nos braços do rei, em 1519.

O maior Gênio da Humanidade

Não obstante, ter declarado: “ofendi a Deus e à humanidade, pois minha obra não alcançou a qualidade que deveria ter”, Leonardo da Vinci é considerado um dos maiores e mais importantes pintores Renascentistas (movimento Artístico surgido na Europa, no século XIV, caracterizado pela redescoberta e revalorização da Cultura Greco-Romana).

Leonardo também é o artista mais conhecido de todo o milênio. E, principalmente, o maior Gênio da Humanidade, visto que dominava amplas áreas do conhecimento: Anatomia, Engenharia, Arquitetura, Matemática, Filosofia, Escultura, Pintura, Música e História Natural.

Google Art Project – Leonardo da Vinci

Museu Leonardiano

O documentário italiano Leonardo da Vinci: A origem do gênio (2007), de Paolo Brunatto, retrata a vida e a obra do Mestre Renascentista.

Receba Sacadas de Fotografia e Saiba Como Fotografar Imagens Impossíveis De Serem Ignoradas!

Curtiu Conheça Os Segredos de Uma Obra-Prima Pascal!? Compartilhe!

Antes de imprimir, pense. O meio ambiente agradece.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + treze =