Já Raiou A Liberdade No Horizonte Do Brasil, Brava Gente Brasileira!

Já raiou a liberdade No horizonte do Brasil, Já raiou a liberdade No horizonte do Brasil, Brava Gente Brasileira!

Confira a História da Independência do Brasil, celebrada em 7 de Setembro!

A Independência do Brasil foi proclamada em 07/09/1922, data em que o Príncipe Regente, D. Pedro I, bradou o Grito do Ipiranga: Independência ou Morte.

Tal fato ocorreu, após a Assembleia Portuguesa enviar um documento exigindo o retorno de D. Pedro, para Portugal, sob a ameaça de invasão militar, caso a exigência não fosse cumprida.

Ao tomar conhecimento do documento, Dom Pedro I, que estava indo de Santos para São Paulo, declarou a independência do país, às margens do rio Ipiranga.

Em 12 de outubro daquele ano, o príncipe foi proclamado imperador e o país passou a ser chamado de Império do Brasil.

Em 1925, Portugal reconheceu a Independência do Brasil, após a assinatura do Tratado de Amizade e Aliança e do pagamento de 2 milhões de libras esterlinas ao país lusitano.

O Olhar de Um Instante Único!

Confira  a minha experiência ao participar/vivenciar e fotografar, pela primeira vez, o desfile de 7 de Setembro, evento cívico fundamental na construção da Identidade Brasileira.

Já raiou a liberdade no horizonte do Brasil

O Hino da Independência foi composto em 16/08/1822, pelo poeta Evaristo Ferreira da Veiga, em resposta ao domínio português.

A canção foi intitulada de Hino Constitucional Brasiliense (Poesias de Evaristo Ferreira da Veiga. Rio de Janeiro: Officinas Graphicas da Biblioteca Nacional, 1915. p.105).

Ao todo, Evaristo escreveu sete cantos e alguns sonetos, tais como: O Brasil -1921-, referentes ao momento político vivido pelo Brasil à época.

A Ode, de Evaristo, foi musicada pelo maestro Marcos Antônio da Fonseca Portugal e, posteriormente por Dom Pedro I, aluno do regente.

O cântico perdeu prestígio, após o imperador abdicar do governo em 1831, pois era associado ao fraco desempenho do nobre.

A canção não foi tocada em solenidades oficiais, por quase um século, de 1831 até 1922.

O Hino da Independência voltou a ser executada apenas em 1922, em comemoração ao centenário de Independência do Brasil, com a melodia criada por Marcos Antônio.

Na década de 1930, a versão do Hino (criada por Evaristo e musicada por D. Pedro I) foi regulamentada por Gustavo Capanema, então ministro da Cultura.

Confira 3 Dicas De Como Fotografar Imagens Impossíveis De Ignorar!

Hino da Independência

Evaristo Ferreira da Veiga

Já podeis da Pátria filhos,
Ver contente a mãe gentil;
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil
Já raiou a liberdade,
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.
Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil,
Houve mão mais poderosa,
Zombou deles o Brasil;
Houve mão mais poderosa
Houve mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges
Que apresentam face hostil;
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil;
Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.
Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó brasileiros!
Já, com garbo juvenil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil;
Do universo entre as nações
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

7 Sites De Fotografia Que Te Inspiram A Ser Um Fotógrafo Melhor!

As 5 Melhores Práticas Para Você Otimizar As Suas Imagens e Gerar Mais Visitas!

Curtiu Já raiou a liberdade No horizonte do Brasil? Compartilhe!

Antes de imprimir, pense. O meio ambiente agradece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *