Veja 4 Dicas De Ouro Para Uma Foto Impossível de Ser Ignorada!

Veja 4 dicas de composição fotográfica inspiradas nos Mestres da Pintura, para você fotografar uma foto impossível de ser ignorada!

Receba Sacadas de Fotografia e Saiba Como Fotografar Imagens Impossíveis De Serem Ignoradas!

A Daguerreotipia, leia-se, Fotografia – técnica fotográfica feita sem uma imagem negativa, criada pelo francês Louis M. Daguerre (1787 – 1851) -, foi anunciada em 19 de agosto de 1839, na Academia de Ciências da França.

Não obstante, a autoria da invenção é controversa, já que há relatos de que Hercule Florence (1804 – 1879), francês radicado no Brasil, fazia experiências com métodos de ‘impressão de luz’, anos antes que seus conterrâneos.

Inclusive cunhou o termo Photographie, em 15 de agosto de 1932, em Campinas (interior de São Paulo), para descrever a técnica de captar, projetar e registrar imagens. Essa resenha encontra-se no livro Hercule Florence: 1833, a descoberta isolada da fotografia no Brasil (Editora Duas Cidades – 1976), de Boris Kossoy. Florence é considerado o pioneiro da Fotografia no Brasil.

Confira 4 Dicas de Composição Fotográfica Para Uma Foto Impossível de Ser Ignorada!

1. Claro-escuro

Caravaggio (1570 – 1610), Pintor Barroco – movimento artístico concebido pela Igreja Católica, no século XVI, e ligado a Contrarreforma religiosa, com forte influência em países católicos -, usou a técnica Claro-escuro (jogo de luzes e sombras) e a desenvolveu, com a criação do Tenebrismo (tendência artística, que utiliza intensos contrastes de luz e sombra), para destacar certos aspectos da Pintura, para dar ênfase à cena retratada e, principalmente, para aumentar o realismo.

Tal característica pode ser vista no quadro Davi com a cabeça de Golias (episódio bíblico narrado em 1 Samuel 17, em que Davi, um jovem pastor de ovelhas vence o gigante e, extremamente, temido Golias – estima-se que ele tinha mais de 3 m de altura).

No quadro, apenas algumas partes de Davi e de Golias são iluminadas e outras são sombras próprias, como nota-se no ombro de Davi (a sombra do seu rosto é projetada na sua omoplata).

A Pintura é um autorretrato, já que o artífice retrata a sua dualidade: ao pintar o David Caravaggio corajoso e o Golias Caravaggio criminoso.

7 Sites De Fotografia Que Te Inspiram A Ser Um Fotógrafo Melhor!

Davi com a cabeça de Golias - foto impossível de ser ignorada

Obra: Davi com a cabeça de Golias

Ano: 1609 – 1610

Técnica: Óleo sobre tela

Onde ver: Galeria Borghese (Roma – Itália)

As 5 Melhores Práticas Para Você Otimizar As Suas Imagens!

2. Regra dos terços

Caravaggio também utilizou a Regra dos terços (técnica derivada da Proporção Áurea e do Retângulo de ouro – cuja razão entre os comprimentos dos lados maior e menor é igual ao número de ouro – 1,618, que representa a Proporção Divina).

Tal metodologia foi usada pelo escultor grego Fídias (480 – 430 a.C.), a fim de construir o templo Partenon, localizado na Acrópole ateniense, pelos egípcios, na construção das pirâmides de Gizé, no Egito e pelo artista Renascentista Leonardo Da Vinci, dentre outros.

Na regra dos terços, a imagem é dividida em nove quadrados, com duas linhas verticais e duas verticais.

E na intersecção dos pontos forma-se o terço de ouro (mais à direita ou à esquerda e não no centro), a fim de destacar um dos elementos e de obter uma efígie equilibrada.

Como pode ser conferido no quadro A Decapitação de João Batista (episódio bíblico descrito em Mateus 14, em que João Batista, precursor de Jesus, foi degolado, a mando de Herodes, tetrarca da Galileia, por este ter advertido o governante sobre o seu caso extraconjugal, com a sua cunhada, Herodias).

No quadro, os personagens estão posicionados no terço de ouro (do centro para à esquerda). Nota-se também o uso da técnica claro-escuro na Pintura.

A Decapitação de João Batista

Em A Decapitação de João Batista, o artista reflete sobre a condição humana e faz uma autobiografia, já que o artífice assinou a pintura, escrevendo o seu nome no sangue de João Batista, a fim de expurgar sua culpa pelo assassinato do espadachim Tomassoni.

A Decapitação de João Batista - regra dos terços

Obra: A Decapitação de João Batista

Ano: 1608

Técnica: Óleo sobre tela

Onde ver: Catedrale di San Giovanni (La Valletta – Malta)

Curtindo 4 Dicas de Composição Fotográfica Para Uma Foto Impossível de Ser Ignorada?

Google Art Project

3. Espelho

Caravaggio utilizou o Espelho (técnica fotográfica baseada na Óptica Geométrica, em que uma imagem é refletida em uma superfície de água), para retratar Narciso.

Narciso, era um mito grego conhecido por sua beleza e orgulho, que ao olhar sua imagem espelhada na água, apaixona-se por ela.

Tal alegoria deu origem ao Narcisismo (derivado da palavra grega narke “entorpecido”), conceito psicanalítico criado por Sigmund Freud (1856-1939), no final do século XIX.

Narciso Caravaggio

Obra: Narciso

Ano: 1597 – 1599

Técnica: Óleo sobre tela

Onde ver: Galleria Nazionale D´Arte Antica (Roma – Itália)

Ademais à Fotografia, a obra de Caravaggio também influenciou Pintores Barrocos Contemporâneos, como o francês Georges de La tour (1593 – 1652), conhecido pelo uso da técnica claro-escuro, o holandês Rembrandt Harmenszoon van Rijn (1606 – 1669), considerado por muitos, o maior pintor holandês de todos os tempos – artífice de A Ronda Noturna e o espanhol Diego Velásquez (1599 – 1660), retratista e principal pintor da Corte do Rei Filipe IV, da Espanha – autor de As Meninas.

O Que Monet Pode Nos Ensinar Sobre O Poder Da Luz

4. Fotometria

Claude Monet (1840-1926), Pintor Impressionista – concebeu o ensaio Catedral de Rouen (cujo tema era a catedral de Rouen – cidade localizada no noroeste da França).

Monet pintou 50 telas, 18 delas apenas da fachada da igreja, com o objetivo de estudar e retratar as mudanças de tons e sombras no exterior da edificação provocadas pela luz do sol.

Os quadros foram pintados em diferentes dias (desde a alvorada até o ocaso) e em distintos períodos do ano, de 1892 a 1893.

Não obstante, Claude Monet refez as Pinturas em estúdio, em 1894 e as expões em 1895.

Confira Mais Algumas Pinturas da Série Catedral de Rouen

Sobre O Impressionismo

Movimento artístico surgido na França, no século XIX, caracterizado pelos efeitos da luz do sol sobre a natureza, pelos contrastes e pela claridade das cores, devido ao uso de cores brilhantes (carmesim, cobalto e amarelo cromo), manchas, marcas e nuances em seus quadros.

Qual sacada para uma foto impossível de ser ignorada você mais gostou?

Deixe seu comentário!

Receba Sacadas de Fotografia e Saiba Como Fotografar Imagens Impossíveis De Serem Ignoradas!

Curtiu Veja 4 Dicas De Ouro Para Uma Foto Impossível de Ser Ignorada!? Compartilhe!

Antes de imprimir, pense. O meio ambiente agradece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *