Tupy Or Not Tupy: That Is The Question

Tupy Or Not Tupy: That Is The Question

Conheça A Trajetória De Oswald de Andrade, Um Dos Mais Importantes Artistas Brasileiros Do Século XX! Oswald de Andrade nasceu em 11 de janeiro de 1890, em São Paulo, oriundo de uma família abastada. Na sua juventude, de 1911 a 1918, Oswald (cujo pseudônimo era Miramar de Andrade), produziu o jornal O Pirralho (periódico literário, político e de humor, que visava repensar a Arte Brasileira). Na década de 20, realizou inúmeras viagens à Europa, onde teve contato com o Futurismo (escola artística e literária, surgida em 1909, com Continue lendo

A Anunciação. Confira 5 Obras-Primas Natalinas

A Anunciação. Confira 5 Obras-Primas Natalinas

Em comemoração ao Natal (celebração do nascimento de Jesus), publico 5 obras-primas natalinas (A Anunciação), sob a ótica de 5 mestres Renascentistas. 5 Obras-Primas Natalinas – A Anunciação A Anunciação narra o momento, em que o anjo Gabriel anuncia a Maria, que ela conceberá e dará à luz a Jesus (lit. Javé é a Salvação), o Salvador. Tal episódio foi descrito no livro de Lucas, capítulo 1: “E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Continue lendo

Entre Os Muros Da Educação

Entre Os Muros Da Educação

Em Homenagem ao Dia do Professor, a ser celebrado hoje, publico 2 filmes que refletem sobre o ofício de ensinar. O Dia do Professor é comemorado em 15 de outubro. A efeméride se deve a dois fatos distintos: nesta data, em 1827, Pedro I, Imperador do Brasil, baixou o decreto federal 52.682/63, o qual estipulava que toda vila, cidade ou lugarejo do Brasil, deveria criar as primeiras escolas primárias do país, as chamadas “Escolas de Primeiras Letras” e, destarte, homenagear Santa Teresa de Ávila (1515 – 1582, freira carmelita e Continue lendo

Cartas de Meu Avô

Cartas de meu avô A tarde cai, por demais Erma, úmida e silente… A chuva, em gotas glaciais, Chora monotonamente. E enquanto anoitece, vou Lendo, sossegado e só, As cartas que meu avô Escrevia a Comentários

Um Tributo à Arte Paulista

Um Tributo à Arte Paulista

100 anos de Arte Paulista no Acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo aguça o olhar, a imaginação e a reflexão! A Exposição, uma parceria entre a CPFL Cultura e a Pinacoteca do Estado de São Paulo faz um tributo aos artistas oriundos de São Paulo ou que atuaram no estado, entre 1912 e 2012 (alusão aos 100 anos da CPFL) e, principalmente, a Almeida Junior, primeiro artista paulista a alcançar projeção nacional. 100 anos de Arte Paulista  A mostra conta com 50 obras de Continue lendo

O Pastor Amoroso. O amor é uma companhia. Já não sei andar só…

O Pastor Amoroso V O amor é uma companhia. Já não sei andar só pelos caminhos, Porque já não posso andar só. Um pensamento visível faz-me andar mais depressa E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo. Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo. E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar. Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas. Mas se a vejo tremo, não sei o que é Continue lendo

De Onde Vem Essa Fragrância Inebriante?

De Onde Vem Essa Fragrância Inebriante?

O Dia Nacional Da Poesia faz uma homenagem ao nascimento de Frederico de Castro Alves, considerado o maior autor Romântico Brasileiro, em 14 de março de 1847. Em comemoração ao Dia Nacional da Poesia, a ser celebrado, hoje, publico o Poema Fragrância Inebriante, de minha autoria. Fragrância Inebriante Bel Young Sua fragrância é deliciosa, porém, quase desconhecida E eis que surge uma pergunta inquietante: – De onde vem essa fragrância inebriante? Uns pensam que vem da rosa, outros, da margarida Mas nunca ela… Morada de Muitos Continue lendo

A Palavra Mágica. Como desencantá-la? É a senha da vida

A Palavra Mágica. Como desencantá-la? É a senha da vida

Em comemoração ao Dia Nacional da Poesia, a ser celebrado hoje, publico os poemas A Palavra Mágica e O mundo é grande, de Carlos Drummond de Andrade. A palavra mágica Carlos Drummond de Andrade Certa palavra dorme na sombra de um livro raro. Como desencantá-la? É a senha da vida a senha do mundo. Vou procurá-la. Vou procurá-la a vida inteira no mundo todo. Se tarda o encontro, se não a encontro, não desanimo, procuro sempre. Procuro sempre, e minha procura ficará sendo minha palavra. Continue lendo